domingo, 24 de novembro de 2013

No Céu - Razões para o Tribunal de Cristo



Tres Razoes Principais para o Tribunal de Cristo

Talvez existam três razões para o tribunal de Cristo. Primeira, para magnificar a graça de Deus em atender a necessidade dos crentes. Quando o Senhor revisar suas vidas e trouxer à luz seus pecados e fracassos, Ele lhes mostrará quão grande foi a dívida que eles realmente tinham para com Deus. Naquele dia os santos entenderão a completa maldade de sua carne e aprenderão quão grande foi a graça que a tudo sobrepujou."onde o pecado abundou, superabundou a graça" (Rm 5:20).

Segunda, para revelar a perfeita sabedoria de Deus em todos os Seus desígnios para com o Seu povo. O Senhor irá, por assim dizer, colocar o seu braço no ombro de cada crente e caminhar por sua vida passo a passo. Isso revelará a história da paciente graça, perfeita sabedoria e ilimitado amor do Senhor que acompanhou cada crente ao longo de toda a sua vida. Todas as perguntas difíceis que os crentes tinham sobre determinadas coisas que lhes aconteceram serão respondidas. O Senhor mostrará a cada um a razão dos problemas e dificuldades que tiveram de passar. No final todos dirão: "O caminho de Deus é perfeito" (Sl 18:30).

Terceira, para designar as recompensas ou galardões dos santos e o lugar que consequentemente irão ocupar no reino (Lc 19:16-19).

As ações do crente (2 Co 5:10), seu serviço prestado ao Senhor (1 Co 3:9-15), seus motivos (1 Co 4:4-5; Rm 2:15,16), suas palavras (Mt 12:36,37), e seu exercício pessoal (Rm 14:1-12) -- tudo será repassado e revisto diante do santo olho do Senhor Jesus Cristo. Tudo na vida do crente será manifestado naquele dia, tanto o que praticou antes, como depois de sua conversão, pois as Escrituras dizem: "Segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal" (2 Co 5:10). [Ver nota]

[Nota: Alguns poderão perguntar por que seria necessário manifestar as coisas que os crentes fizeram antes de terem sido salvos, mas as Escrituras mostram claramente que se trata do que "tiver feito por meio do corpo", e não das ações praticadas após a conversão (2 Co 5:10). Todos nós já tínhamos um corpo antes de sermos convertidos. Nessa ocasião os santos estarão glorificados e não serão contaminados quando tais coisas forem reveladas. Uma das razões pelas quais o Senhor nos irá mostrar tudo o que ocorreu em nossa vida, tanto antes como depois da conversão, é para nos mostrar quão grande era nossa dívida. Ele magnificará Sua graça que nos atendeu em todas as nossas necessidades. Além disso, a fim de demonstrar a nós a razão de ter permitido provas e dificuldades em nossa vida, será necessário voltar e repassar nossos dias antes da conversão para nos dar uma imagem clara do que nós realmente éramos e o que foi que Ele tirou de nós. Algumas das disciplinas pelas quais passamos como cristãos são resultado da forma como Deus nos tratou para nos livrar dessas características que carregávamos desde os dias da incredulidade. Em meio ao registro das falhas do crente (e certamente todos nós falhamos), Ele encontrará motivos para recompensar o Seu povo pelas coisas que fizeram para a glória do Seu nome. Só de Ele encontrar motivos para recompensar os Seus santos será suficiente para fazer com que seus corações transbordem com a percepção do Seu amor e graça, de uma maneira que não poderia ocorrer se tudo não fosse revelado. Isso resultará nas mais altas e vibrantes notas de louvor "Àquele que nos amou, e em Seu sangue nos lavou dos nossos pecados" (Ap 1:5-6).]

Quando eu estiver diante do trono presente,
Coberto de adornos que não conquistei;
Então ao Senhor conhecerei plenamente,
E saberei o quanto tenho e não sei.

Tudo o que acontecer no tribunal de Cristo será uma questão tratada entre cada santo e Deus. Aparentemente não será algo público aos olhos de outros. (Veja: "Exposition of Revelation", W. Scott, p. 381; "Sun of Righteousness", E. Dennett, p. 37; "Scripture Truth", Vol. 1, p. 318; "Bible Treasury", Vol. 1, p. 243; "Collected Writings of J. N. Darby, Vol. 13, p. 359)

As coisas que os santos fizeram durante a vida que não estiverem de acordo com a aprovação do Senhor serão queimadas e eles não receberão recompensa por elas (1 Co 3:14-15).

Os resultados do tribunal de Cristo irão estimular o eterno louvor dos santos de Deus (Ap 19:7).

Traduzido de "Outline of Prophetic Events", por Bruce Anstey publicado por Christian Truth Publishing. Traduzido por Mario Persona.