Postagens

Mostrando postagens de 2015

Vida, visão e testemunho

Imagem
Leitura: Mateus 9:27-34
Nos últimos 3 minutos vimos Jesus trazer a menina morta de volta à vida. Agora ele vai curar dois cegos e um mudo. A ordem desses eventos traz uma lição para nós.
A Bíblia descreve o homem como espiritualmente morto em seus pecados. Portanto eu e você nascemos insensíveis, incapazes de perceber o peso de nossos pecados ou de avaliar o juízo que pesa sobre nós. Se você ainda não crê em Jesus como seu Salvador, esta continua sendo sua condição.
É preciso receber a vida de Deus; é preciso você nascer de novo, até para ter sensibilidade suficiente para perceber sua condição.
A convicção de seus pecados e o arrependimento não vêm de uma grande sacada que você teve ou como conseqüência de sua espiritualidade. Nem é fruto da comparação que você faz de suas atitudes com uma lista de leis e mandamentos, mesmo porque muita gente nem considera como pecado aquilo que a Bíblia diz ser. A convicção genuína só acontece por obra do Espírito Santo e por meio da vida que você recebe…

A menina e a mulher

Imagem
Leitura: Evangelho de Mateus 9:18-26; Marcos 5:21-43; Lucas 8:40-56
Nos últimos 3 minutos você viu que é uma insensatez tentar misturar a lei e a graça, judaísmo e cristianismo, salvação por obras e por fé. É o mesmo que colocar remendo de pano novo em vestido velho ou vinho novo em odres velhos.
Agora Jesus vai se encontrar com duas pessoas, uma velha e outra nova, e vai curar as duas. Uma é menina, de doze anos, filha de um líder religioso, a qual está morrendo. Ué, mas os líderes religiosos não se opunham a Jesus? Sim, a maioria deles. Mas este, com sua filha única morrendo é um exemplo claro de como mudamos de opinião quando a água bate no queixo.
Alguém disse que não existem ateus nos campos de batalha e que as últimas palavras do mais convicto piloto ateu, gravadas na caixa preta do avião prestes a se espatifar no solo, são sempre as mesmas: "Meu Deus!".
Enquanto caminhava em direção à casa da menina que viveu 12 anos saudável e foi surpreendida pela morte, uma mulher que …

Vinho novo

Imagem
Leitura: Mateus 9:14-17; Marcos 2:18-22; Lucas 5:33-39
Aquele que nos últimos 3 minutos tinha sido questionado quanto à sua idoneidade por comer com corruptos e pecadores, agora revela mais um lampejo de quem ele realmente era: o noivo.
Quando alguns indagam por que os discípulos de João Batista jejuavam e seus discípulos não, Jesus estabelece uma distinção clara entre o passado e o presente. Não fazia sentido os convidados do noivo jejuarem agora que o noivo estava ali.
A mensagem para qualquer bom entendedor judeu era clara. No Antigo Testamento Deus é chamado de noivo. Aqui Jesus anuncia também sua morte: viria um dia quando o noivo seria tirado. Isso mostra que sua morte não foi um acidente da história, mas algo que fazia parte de um plano maior.
As pessoas precisavam entender que até João Batista havia vigorado uma forma de Deus tratar com o homem. Até então o homem tinha sido provado sob a lei dada a Moisés, e tinha ficado claro que ninguém seria capaz de ser salvo obedecendo os mand…

Publicanos e pecadores

Imagem
Leitura: Mateus 9:9-13; Marcos 2:13-17; Lucas 5:27-32
Nos últimos 3 minutos vimos Jesus perdoar os pecados de um paralítico e depois curá-lo. O milagre visível da cura maravilhou a multidão, mas o milagre invisível do perdão dos pecados, da salvação daquele homem, só gerou indignação entre os religiosos. Afinal, só Deus podia perdoar pecados.
Mateus, o autor do evangelho, é um pecador. Ele sabe disso, tem convicção. Afinal, ser um publicano ou coletor de impostos naqueles dias significava ter uma das profissões mais odiadas. Publicanos eram conhecidos por cobrarem impostos injustos, se aproveitarem do cargo para o enriquecimento ilícito e eram também considerados traidores: trabalhavam para o inimigo, o invasor romano.
Jesus vê Mateus na coletoria, o chama, e Mateus deixa tudo para seguir a Jesus. Muitos escutam esse chamado, esse convite, mas poucos estão dispostos a embarcar nessa aventura de um relacionamento pessoal com o Filho de Deus, aquele que veio chamar pecadores e tem autorida…

O Magico e o Estado Islamico

Imagem
O mágico é perito em disfarces e sabe que deve chamar a atenção para uma mão, enquanto o truque é feito na outra que passa despercebida. O foco agora está nos terroristas islâmicos, porque é para essa mão que Satanás, o mestre em disfarces (Gn 3) e mentor dos magos de Faraó (Êx 7:11) quer chamar a atenção. Porém é a outra mão que está ativa para preparar o caminho para seu mágico humano, o anticristo, que "realiza grandes milagres, até mesmo o de fazer descer fogo do céu sobre a terra à vista de todos" (Ap 13:13).
Com o argumento de se combater o terrorismo, veremos um recrudescimento do controle dos cidadãos, eliminando a privacidade e preparando o caminho para uma ditadura disfarçada de democracia, pois o "barro" de humanidade estará mesclado com o "ferro" do poder e da tirania como foi na Roma antiga (Dn 2:33). Então um dia as pessoas se sentirão aliviadas quando se levantar um homem poderoso, com a aparência de um cordeiro, mas que falará "como dr…

O paralítico

Imagem
Leitura: Mateus 9:1-8; Marcos 2:1-12; Lucas 5:17-26
Nos últimos 3 minutos você viu Jesus demonstrar ter poder sobre os demônios ou anjos rebeldes, sobre o mar e os ventos. Agora ele vai revelar que conhece os pensamentos das pessoas e que tem autoridade para perdoar pecados. Você ainda tem dúvidas de que estamos diante de Deus feito homem?
Os amigos do paralítico fazem das tripas coração para levar o enfermo até Jesus. São obrigados a descer a maca com o enfermo por uma abertura no telhado, de tanta gente que se apinhava na porta da casa onde Jesus estava.
Jesus vê a fé deles, dos amigos e do paralítico, e... cura o homem? Ainda não. Primeiro ele perdoa seus pecados. Isso mesmo, ele diz: "Seus pecados estão perdoados". Diante daquilo alguns religiosos judeus pensam consigo: "Isso é blasfêmia". Jesus lê seus pensamentos e cura o paralítico para mostrar que tinha poder tanto para uma coisa como para outra.
Por que os judeus consideraram blasfêmia perdoar pecados? Porque …

Demônios e porcos

Imagem
Leitura: Mateus 8:28-34; Marcos 5:1-20; Lucas 8:26-39
Após Jesus ter apaziguado a tempestade o barco chega ao outro lado do Mar da Galiléia. Aquele que mostrou ter poder sobre as enfermidades e os elementos da natureza vai mostrar que tem poder e autoridade sobre mais de dois mil demônios.
Demônios são anjos que se rebelaram contra Deus muito antes da criação dos seres humanos. O motivo? Orgulho, independência, auto-suficiência - as mesmas coisas que nos fazem passar longe de Deus.
A diferença que existe entre anjos e homens é que um certo número deles foi criado e foi isso. Anjos não procriam, não se multiplicam e também não morrem. Os anjos e demônios que você encontra na Bíblia são os mesmos que estão por aí.
Por não terem sido vítimas de um estímulo ou tentação externa, como aconteceu com Adão e Eva que foram tentados por Satanás travestido de serpente, e também por não morrerem, não há perdão ou salvação para os anjos que pecaram. Mas para os seres humanos há.
Ao contrário do que você…

A tempestade

Imagem
Leitura: Mateus 8:23-27; Marcos 4:35-41; Lucas 8:22-25
Vimos Jesus exercendo seu poder e autoridade sobre as enfermidades do leproso, do servo do centurião e da sogra de Pedro. Mesmo assim, quando lemos do diálogo dos dois que queriam segui-lo, aprendemos onde realmente está a resistência: no coração do ser humano.
Para Deus não existe doença mais mortal do que a auto-confiança, do que o orgulho de achar que você é capaz de fazer as coisas em sua própria energia. Não existe doença pior do que a incredulidade.
Agora é hora de Jesus provar seu poder sobre os elementos da natureza, e ele faz isso até dormindo. Anoitecia quando o barco com Jesus e seus discípulos começou a travessia do Mar da Galiléia. No meio do mar uma forte tempestade se abateu sobre o barco que parecia prestes a afundar. Os discípulos estavam desesperados. Jesus dormia.
Acordado por eles, repreendeu primeiro a falta de fé deles, depois os ventos e as ondas do mar. Deve ter sido mais fácil acalmar a tempestade do que os di…

A prioridade

Imagem
Leitura: Mateus 8:18-22
Duas pessoas querem seguir a Jesus: um escriba, que era um entendido da lei e da religião judaica, e um discípulo. Provavelmente eles tenham ficado entusiasmados com todos os milagres e curas que viram e queriam estar sempre ao lado de Jesus. O primeiro diz: "Mestre, eu te seguirei por onde quer que fores".
Veja bem, ele está afirmando, não está perguntando se pode, algo como "Posso seguir você?". Também não está expressando um desejo do tipo "Quero seguir você". Não, ele está dizendo que vai segui-lo. "Eu te seguirei por onde quer que fores". Não seria isso excesso de autoconfiança? Creio que sim.
Considerando que nunca mais vamos ouvir falar desse escriba nos evangelhos, é provável que toda aquela disposição tenha morrido literalmente na praia. Sim, eles estavam à beira do Mar da Galiléia.
A autoconfiança é muito valorizada em nossa sociedade, mas Deus abomina isso por trazer em seu bojo coisas como independência, auto-sufi…

Salvo para servir

Imagem
Leitura: Mateus 8:14-16

Você não obtém a salvação por alguma espécie de evolução espiritual, como alguns querem acreditar. Lembre-se de que a idéia básica da teoria da evolução é a da sobrevivência do mais apto, do mais forte. Em outras palavras, segundo os evolucionistas nós só teríamos chegado até aqui porque o mais forte comeu o mais fraco e prevaleceu.
Não existe nada mais contrário à essência do evangelho. Este anuncia que o mais forte, o Filho de Deus, se fez fraco, se fez carne, se fez servo, e se deixou pregar numa cruz por suas próprias criaturas. Depois de atingir o estágio mais baixo ao qual um ser humano pode chegar, a morte, Deus o ressuscitou e o exaltou acima de todos os céus.
Jesus representa assim o que Deus faz com os piores, não com os melhores. O apóstolo Paulo explica em sua carta aos coríntios que Deus não escolheu os mais aptos, os mais fortes, ou mais inteligentes. Deus escolheu salvar a escória deste mundo, os loucos, os fracos, os perdedores, os pecadores, os en…

O servo do centurião

Imagem
Ao entrar na cidade de Cafarnaum, um centurião romano vem ao encontro de Jesus para pedir-lhe um favor. Um centurião era um comandante das tropas romanas que tinham invadido a judéia. Isso equivalia a um comandante nazista pedir um favor a um francês na França ocupada pela Alemanha na 2ª Guerra.
A prontidão de Jesus em acatar o pedido mostra o quanto ele estava acima de qualquer ideologia política. Muito sangue foi derramado em dois mil anos de história da cristandade por cristãos que quiseram conquistar o poder político neste mundo.
Jesus não se opunha a César, o invasor romano. Ele não tinha vindo conquistar um território, mas salvar pessoas. O inimigo não era o imperador romano, o inimigo era o príncipe das trevas, Satanás.
O favor que o romano pede é que Jesus cure seu servo. "Eu irei", diz Jesus. A resposta do centurião surpreende. Primeiro ele diz que sua casa não é digna de que Jesus entre nela. Se você se considera digno de receber a visita de Jesus, ainda não entendeu …

Devo aproveitar a vida?

Imagem
É claro que você deve aproveitar a vida, vivendo cada dia como se fosse o último de sua existência na terra. Sou da opinião de que o cristão tem mais é que aproveitar mesmo a vida ao máximo. Porque esta é a única chance que ele terá de viver para Cristo enquanto ainda está no mundo. Então vamos aproveitar a vida!
"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim". (Gl 2:20).
Dizer que você deve aproveitar a vida soa meio estranho, porque a ideia de "aproveitar a vida" sempre esteve ligada a viver sem pensar nas consequências, se esbaldar, fazer tudo o que der na cabeça etc. Mas ocorre que o cristão tem uma nova vida em Cristo, e é esta nova vida que deve ser aproveitada ao máximo. Ele não deve deixar sua nova vida guardada para ser usada apenas aos domingos ou quando congrega com os irmãos. Ela é uma vida que deve ser vivida t…

O PERIGO DO PRESTÍGIO

Imagem
O PERIGO DO PRESTÍGIO
Nada há mais perigoso para o cristão do que o desejo de alcançar "fama". É um laço do diabo. Têm havido muitos servos de Deus que se inutilizaram em conseqüência dos seus esforços humanos como fim de manter um "nome".
Se eu tiver adquirido uma determinada reputação em qualquer dos diversos serviços que presto ao Senhor - ou como um ativo evangelista, ou como mestre capaz, ou escritor hábil e claro, ou homem de oração, homem de fé, ou como uma pessoa verdadeiramente santa e consagrada, e também amiga de fazer bem aos outros, etc., enfim se tiver ganhado prestígio num destes campos qualquer - fico sob o perigo iminente de naufragar na fé.
É porque o inimigo procura sempre tornar a minha própria reputação um objetivo a alcançar em si mesmo, em vez de ser Cristo o único objetivo a procurar. Sem me dar por isso vou esforçando-me por manter o meu bom nome em vez de procurar a glória do nome de Cristo à minha volta. Isso me ocupará com pensamentos hu…

O leproso

Imagem
Leitura: Mateus 8:1-4, Marcos 1:40-45; Lucas 5:12-16
Jesus dá início ao seu ministério de curas e milagres para provar suas credenciais. Israel esperava pelo Messias, e Deus queria mostrar que ele tinha poder sobre as enfermidades, a morte e os elementos.
A primeira cura é a do leproso, o que tem grande significado para nós porque a lepra, na Bíblia, é uma figura do pecado. Nascemos pecadores, e se você quiser receber qualquer coisa de Deus deve começar pela cura de seu pecado, por sua salvação.
Isso só é possível porque Jesus morreu em seu lugar para sofrer a pena que você deveria sofrer no lago de fogo por toda a eternidade. Ele substituiu você no juízo divino, ressuscitou e agora todo aquele que crê nele como Salvador recebe a vida eterna. De graça.
A lepra deixa a pessoa insensível à dor, por isso o leproso acaba se ferindo o tempo todo sem perceber. Um simples sapato apertado pode causar uma ferida grave sem que o leproso perceba, e a infecção pode levar à amputação ou até à morte po…

Para o bem de vocês

Imagem
Portanto, visto que temos este ministério pela misericórdia que nos foi dada, não desanimamos. Antes, renunciamos aos procedimentos secretos e vergonhosos; não usamos de engano nem torcemos a palavra de Deus. Pelo contrário, mediante a clara exposição da verdade, recomendamo-nos à consciência de todos, diante de Deus.
Mas se o nosso evangelho está encoberto, para os que estão perecendo é que está encoberto. O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
Pois não nos pregamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo, o Senhor, e a nós como escravos de vocês, por amor de Jesus. Pois Deus que disse: "Das trevas resplandeça a luz", ele mesmo brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus na face de Cristo.
Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós.
De todos os lados somos pressionados, mas não des…

A Rocha

Imagem
Leitura: Mateus 7:24-29, Lucas 6:46-49
Onde você está construindo sua casa, sua vida: na rocha ou na areia? Jesus compara aquele que lhe dá ouvidos, aquele que coloca em prática o que ele diz, ao homem prudente, que constrói sua casa sobre a rocha. e a Rocha é ele próprio, Jesus.
Muita gente acha as palavras de Jesus bonitas e motivadoras, mas quantos realmente o levam a sério? Não basta você escutar as palavras de Jesus, é preciso crer nele como Salvador e aplicar essas palavras à sua própria vida.
É comum encontrar em casas e empresas uma Bíblia aberta em algum trecho bonito. Será aquilo o alicerce de quem vive ou trabalha ali ou é apenas um objeto de decoração? Ou, talvez, algum tipo de amuleto para espantar a má sorte e trazer prosperidade?
Quem realmente crê em Jesus irá fundamentar toda a sua vida nele e em sua Palavra. Ele é a Rocha eterna, o único terreno seguro quando chega o temporal. Construir sua vida sobre qualquer outro alicerce é ser insensato, como o que constrói sobre a a…

Os falsos profetas

Imagem
Leitura: Mateus 7:15-23; Lucas 6:43-45
Jesus avisa para tomarmos cuidado com os lobos vestidos de ovelha, os falsos profetas. Como saber quem são? Pelos frutos. Árvores boas dão bons frutos; árvores más dão frutos ruins.
Mas cabe um alerta aqui: os lobos são sedutores. Além de vestidos em pele de ovelha eles vão querer vender para você a idéia de que seus frutos são bons. Oras, não foi isso o que o diabo fez com Adão e Eva?
Deus tinha avisado que comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal era morte certa. Satanás insinuou que Deus estava escondendo deles a melhor parte. Deu no que deu. Adão e Eva foram atraídos pela cobiça dos olhos, pela cobiça da carne e pela soberba da vida. O que os lobos travestidos de ovelhas oferecem? Aquilo que apela para a ganância da carne, dos olhos e do orgulho.
Se você sair pelas ruas convidando pecadores a se arrependerem de seus pecados e a crerem em Jesus para receberem a vida eterna, quanta gente você acha que vai conseguir atrair? Mas, se s…

O caminho estreito

Imagem
Leitura: Mateus 7:14
Jesus falou da porta estreita do acesso ao Pai, e falou também do caminho estreito, do andar com ele. Mas por que o caminho é estreito? Por acaso Deus quer restringir minha vida, quer restringir meus movimentos, quer tolher minha felicidade? Se você acha que ter um relacionamento com alguém é viver engessado, não vai querer seguir a Cristo.
Para entender isso, tire já da cabeça a idéia de que seguir a Jesus é ter no bolso uma lista de coisas proibidas e permitidas. Não é. Seguir a Jesus é ter um relacionamento estreito com ele. Olha a palavra "estreito" aí!
Que tipo de relacionamento você espera de alguém que você ama? Um relacionamento estreito, íntimo, exclusivo. Nada mais normal do que Jesus exigir que você tenha um relacionamento assim com ele.
Quando duas pessoas se amam, uma só tem olhos para a outra, só quer satisfazer a outra, vive exclusivamente para a outra. É por isso que muita gente foge de um relacionamento sério: tem medo de perder a liberdad…

Existe uma conspiração para dominar o mundo?

Imagem
De vez em quando recebo emails e vídeos alarmantes de cristãos preocupadíssimos com a possibilidade de um complô de pessoas mal intencionadas que pretendem dominar o mundo. O que não falta é teoria conspiratória e na Internet você encontra até canais 24 horas só com filmes de diferentes conspirações (vai faltar lugar para tantos dominadores).
A verdade é que desde que fui comprado pelo sangue de Jesus derramado na cruz recebi uma nova cidadania, que não é do mundo. O próprio Senhor Jesus, quando esteve aqui, recebeu a proposta de dominar todos os reinos do mundo e não aceitou, porque ele bem sabia que não era a sua hora. Além disso, quem oferecia os reinos deste mundo era Satanás, que usurpou temporariamente o direito sobre esse domínio e pode dá-lo a quem quer.
Luc 4:5, 6 "E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe, num momento de tempo, todos os reinos do mundo. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória, porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem…