Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

O Servo

Imagem
Leitura: Mateus 12:15-21; Isaías 41:9; 42:1-4
Nos últimos 3 minutos os religiosos fariseus decidem matar Jesus. Eles estavam mais preocupados com a obediência às regras de sua religião do que com a salvação das pessoas.
Jesus pede aos que o seguem que não fizessem alarde a respeito dele. Ele não queria ser visto como um líder revolucionário que iria libertá-los do inimigo romano.
Se havia um inimigo aos olhos de Deus, esse inimigo era a própria religião e os líderes religiosos, mais preocupados em conservar seu status do que permitir que as pessoas fossem curadas.
Além disso, Jesus não tinha vindo para derramar sangue romano, mas o seu próprio sangue; não tinha vindo para libertar o povo de um invasor de suas terras, mas de um invasor de seus corpos: o pecado.
Se os judeus tivessem dado atenção à profecia de Isaías teriam visto que o escolhido de Deus viria como um Servo, não como um general. Se tivessem prestado atenção à cena do batismo de Jesus, teriam visto o cumprimento da profecia…

A mão atrofiada

Imagem
Leitura: Mateus 12:9-14; Marcos 3:1-6; Lucas 6:6-10
Nos últimos 3 minutos os fariseus criticaram Jesus por seus discípulos terem colhido um punhado de grãos no sábado. Agora ele entra na sinagoga, o local onde os judeus se reuniam para estudar a Palavra de Deus, e encontra ali um homem com uma mão atrofiada.
No evangelho de Lucas diz que os fariseus estavam ali para descobrir alguma falta em Jesus. "É lícito curar no sábado?", perguntam a Jesus.
A resposta vem na forma de outra pergunta: "Se a única ovelha de alguém caísse num buraco no sábado, acaso ele não a tiraria de lá? Ora, um ser humano vale mais que uma ovelha! Portanto é lícito fazer o bem no sábado." Em seguida Jesus diz ao homem que estenda sua mão atrofiada e ela é curada.
Os religiosos fariseus, obviamente, continuaram com suas mãos atrofiadas, incapazes de eliminar a miséria humana. Os líderes religiosos não podiam e não queriam por um fim à miséria, ao sofrimento e à incerteza porque viviam disso.
O …

O sábado

Imagem
Leitura: Mateus 12:1-8; Marcos 2:23-28; Lucas 6:1-5
Nos últimos 3 minutos vimos o amoroso convite do Salvador para irmos a ele, não a uma religião. A palavra "religião" vem de "religar" ou "reconectar", considerando que o homem perdeu a conexão com Deus. Porém é Deus quem faz essa reconexão, não o homem.
Quando o homem tenta se reconectar com Deus ele parte do princípio de que é capaz de fazer isso seguindo uma lista de regras.O resultado? Suas regras acabam sendo mais para prejudicar o ser humano do que para ajudá-lo. Suas regras viram um sacrifício que joga para escanteio qualquer sentimento de misericórdia. Foi o que os judeus fizeram com o sábado, o dia que era para servir de descanso na lei dada a Moisés.
Como estavam com fome, ao atravessarem um campo de cereais os discípulos de Jesus colheram a colher espigas, esfregá-las com as mãos e comer os grãos. Nada de estranho aí. Você também come aveia, que é um grão cru esmagado ou moído.
Segundo a lei dada n…

O cristão pode arriscar a vida praticando esportes radicais?

Imagem
"Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces em alguma pedra. Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus" (Mt 4:5-7).


Existe uma diferença entre arriscar a vida e desperdiçar a vida. O cristão quando se converte já passa a correr risco de vida em vários aspectos. Se ele morar em um país muçulmano esse risco é real. Frequentemente vemos notícias de condenações à morte e chacinas de cristãos em países da África e do Oriente.
Mas o cristão, mesmo em países ocidentais normalmente considerados "cristãos", também corre o risco de perder o emprego, parentes, amigos, enfim, a vida que tinha antes. Todos os que se converteram já experimentaram o quanto custa seguir a Cristo até mesmo entre aqueles que são meros religiosos, mas que r…

Vinde a mim

Imagem
Leitura: Mateus 11:28-30
Nos últimos 3 minutos vimos Jesus dar graças ao Pai por revelar essas coisas aos pequeninos, não aos sábios. Revelar o que? Ele e todas as coisas que lhe dizem respeito.
Em Apocalipse diz que o testemunho de Jesus é o espírito da profecia. No evangelho de Lucas, após sua ressurreição, ele encontra dois discípulos e mostra a eles tudo o que estava escrito no Antigo Testamento a seu respeito. Jesus é o centro de todas as coisas, é o começo, o meio e o fim.
Por isso agora ele diz: "Vinde a mim". Isso mesmo, ele nos convida para irmos a ele, não a uma religião ou organização.Quem vai a Jesus recebe o perdão de seus pecados e a salvação. Quem vai a uma religião não pode receber coisa alguma, porque Deus não deu ao homem uma religião como meio de salvação. Ele deu o seu próprio Filho.
O convite de Jesus é para os que estão cansados e sobrecarregados.Portanto se você acha sua vida ótima; se você não sente qualquer culpa por seus pecados; se não se dá conta d…

Os pequeninos

Imagem
Leitura: Mateus 11:25-27; Lucas 10:21, 22
Nos últimos 3 minutos vimos por que a sabedoria é justificada por seus filhos. Outras versões trazem "a sabedoria é comprovada pelas obras que a acompanham". Se as obras de alguém que crê em Jesus forem obras de Deus, elas irão glorificar a Deus, não ao homem.
Jesus dá graças ao Pai por revelar essas coisas aos pequeninos e não aos sábios e entendidos. Paulo fala disso em 1 Coríntios, quando diz que Deus escolheu as pessoas fracas, loucas e insignificantes para confundir as poderosas, sábias e importantes. Por que? Para quem ninguém possa se gabar diante de Deus.
Oras, se eu entender as coisas de Deus graças à minha capacidade intelectual, então posso me gloriar de ter conseguido isso com meus esforços. Mas se entender apenas por revelação divina, de quê vou me gloriar?
Assim como a salvação é de graça e independe de meus esforços, o entendimento da Palavra de Deus segue a mesma regra.Se você se considera incapaz de entender as coisas …

Os filhos da sabedoria

Imagem
Mateus 11:19-24 Lucas 7:35, 10:13-15
Nos últimos 3 minutos vimos pessoas agindo como crianças mimadas. Não existe argumento para quem deliberadamente deseja duvidar de Jesus. Por isso ele diz: "A sabedoria é justificada por seus filhos". Como entender isso?
Primeiro é preciso entender que Jesus é a Sabedoria. Em 1a. Coríntios diz que ele foi feito sabedoria para os que crêem. No livro de Provérbios a sabedoria é personificada. Mas, afinal, por que a sabedoria é justificada pelos seus filhos?
Só Deus tem a sabedoria absoluta, ninguém mais. Quando eu me justifico, isto é, reputo a mim mesmo por justo, faço isso adotando um padrão de justiça. Minhas idéias, meu raciocínio, minha cultura, tudo isso faz parte do padrão de certo e errado que eu crio para mim.
O problema é que esse padrão é mutante. As coisas que hoje considero certas, não são as mesmas de dez anos atrás, e provavelmente serão diferentes de minha opinião daqui a dez anos. Você considera antiquadas as idéias de seus pai…