quarta-feira, 6 de maio de 2020

QUARENTENA

Desde o início de nossas vidas vivemos numa quarentena. A nossa casa do dia-a-dia chama-se Terra. Não podemos sair daqui, estamos presos. Qualquer tentativa de saída  deste planeta, mesmo que seja por meio de uma nave espacial, não seria uma boa ideia. Sair da quarentena da Terra, seria o mesmo que vagar por aí dentro de uma nave num universo sombrio, frio e altamente agressivo para nossa saúde.

Mas existe outra maneira de sairmos da Terra, que é através da nossa morte física. Como toda quarentena em época de pandemia, um dia acaba.

Toda quarentena tem suas etapas, com seus desafios, testes e momentos de meditação e aprendizagem. Como as quarentenas que Moisés passou em sua vida aqui na Terra. Ele viveu 120 anos (Dt 34:7), que podemos dividir em três quarentenas: 40 anos no Egito, 40 anos peregrinando na terra de Midiã, e 40 anos de travessia pelo deserto (At 7:20-40).

Vamos analisar a seguir os aspectos de cada uma delas:

Primeira quarentena: 40 anos no Egito (achando que era alguma coisa).

Todo início é uma festa, até o início de uma quarentena. Nos primeiros 40 anos de vida, Moisés foi educado em toda a ciência dos egípcios, estava no auge de sua forma física. Cheio de energia e disposição, era poderoso em palavras e obras. O início de nossa quarentena não é diferente. Logo no início as empresas já deram férias para seus funcionários. Com tempo sobrando e no conforto de nossas casas, começamos a desfrutar do nosso "não fazer nada o dia inteiro", para colocar os filmes e séries em dia. Todos fazendo seus próprios horários, comendo de tudo e a qualquer hora. Apesar de presos, há uma falsa sensação de liberdade.

Segunda quarentena: 40 anos peregrinando na terra de Midiã (aprendendo que não era nada).

Na segunda parte da quarentena, a festa acaba, começam as responsabilidades e os desafios. As más notícias de colegas desligados e redução dos salários nas empresas começam a trazer à tona a nova realidade. Os mesmos filmes e séries já não têm mais graça. A mesma comida já não atrai nosso paladar. Começamos a inventar coisas para fazer. Moisés cansado do Egito, teve a ideia de visitar seus irmãos, e na boa intenção de defender um homem que estava sendo tratado injustamente, acaba matando um egípcio, sendo criticado duramente por isso. Moisés acaba fugindo, tornando-se peregrino na terra de Midiã. Ali ele aprendeu que não era nada.

Terceira quarentena: 40 anos no deserto (descobrindo que Deus era tudo).

Chegamos à última parte da quarentena, que é a melhor parte, quando a quarentena vira um deserto e não vemos a hora de sair dela. Moisés está no deserto, sentindo um imenso vazio dentro de si, e nada mais o atrai. É nesse cenário que ele ouve a voz do Senhor: "Eu sou o Deus dos teus pais" (Atos 7:32). Em contato com Deus, Moisés chegou a ver um pouquinho da terra prometida, antes de partir da quarentena da Terra. Essa é a grande diferença em terminar a vida com Jesus como seu Senhor e Salvador. Você se sente protegido, não há dúvidas em seu coração. Sua alma descansa no Senhor.

Se você ainda não crê, pergunto: e a sua quarentena como anda? Virou um deserto onde nada mais tem graça para você? Sua vida ficou sem sentido? O que você acha que virá depois de sua quarentena aqui na Terra? Você já parou e se perguntou? O que há depois da morte?

Um dia perguntei para um colega, o que ele achava da vida após a morte, e ele me respondeu: - não sei, ninguém nunca voltou para contar. Então eu disse: - você está errado, um homem já voltou para contar, Jesus, e passou quarenta dias com as pessoas que creram nEle.

Jesus se sujeitou à quarentena aqui na Terra por você. Acredite, está escrito, quem falou mais sobre o outro lado da vida, foi Jesus. Foi Ele também que falou mais sobre inferno do que qualquer outro personagem da Bíblia. E porquê Ele fez isso? Porque é algo muito sério, é onde você irá passar a eternidade caso parta dessa vida.

Acredite, do outro lado só há dois caminhos: com ou sem Jesus. Sem Jesus, você passará uma eternidade aterrorizante, cheio de dor e sofrimento, sem nenhuma esperança. E com Jesus, uma eternidade cheia de gozo e paz com Ele.

Se você ainda não crê em Jesus como seu Senhor e Salvador, é sua responsabilidade crer nEle agora. É aqui na quarentena da Terra que decidiremos onde passaremos a eternidade.

Lembre-se, o problema não é a vida, mas o que virá depois dela.

Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa. (Atos 16:31)

Kleber C. B.

Nota de falecimento

Há alguns dias acordei de madrugada com muita falta de ar. Preocupado fiquei sentado na cama testando meus pulmões, respirando profundame...