quinta-feira, 6 de outubro de 2016

A Glorificação dos Corpos dos Crentes - Bruce Anstey

Clichê (sem fundamento): No Arrebatamento, os crentes receberão "novos" corpos.

Isto está sendo dito com frequência - e entendemos o que as pessoas querem dizer - mas se esta afirmação for considerada como dita acima, não está correta segundo a Escritura. Se os santos receberem "novos" corpos quando o Senhor vier, qual seria a necessidade de o Senhor ressuscitar os corpos que os santos tinham quando vivos?

2Co.5:1-2 é usado erroneamente para ensinar que, quando o Senhor vier, Ele trará consigo os santos com novos corpos celestiais. E, naquele momento, Ele fará com que as almas e os espíritos daqueles que morreram entrem em seus novos corpos. Isto pode até aparentemente estar correto, mas estará negando a ressurreição dos corpos dos santos! Implica que os seus espíritos e almas serão ressuscitados, o que não é verdade. São os corpos em que viviam que serão ressuscitados - não seus espíritos e almas (Mt.27:52.). Almas e espíritos não morrem, e portanto, não precisam de ressurreição.

Outros têm especulado no sentido inverso. Eles usam 1Ts.4:14 para nos dizer que quando o Senhor vier, Ele trará as almas e os espíritos dos santos com Ele, e naquele exato momento, Ele ressuscitará os seus corpos incorruptíveis, e suas almas e espíritos retornarão a seus corpos ressuscitados, indo para o céu com o Senhor.

A verdade é que nenhuma dessas ideias está correta. 2Co.5:1-2 não ensina que o Senhor tem novos corpos para os santos com Ele no céu, e que trará com Ele na sua vinda. Esse versículo simplesmente diz que há um eterno e glorificado estado aguardando por nossos corpos, que permitirá habitarmos "nos céus" com Cristo. Também não é em 1Ts.4:14 que diz sobre as almas e espíritos sem os corpos dos santos que acompanharão o Senhor quando Ele vier. Esse versículo está falando dos santos glorificados (em seus espíritos, almas e corpos) vindo com Cristo, na sua aparição; não está se referindo ao Arrebatamento. Os versículos 15-18, que se referem ao Arrebatamento, são parênteses explicando como os santos foram para o céu, para que eles pudessem voltar com o Senhor, na sua aparição.

Para evitar esta confusão de entendimento, a Escritura toma todo o cuidado de nunca dizer que teremos "novos" corpos. Ela diz que os santos receberão corpos "transformados" (Jó.14:14; 1Co.15:51-52; Fp.3:21). A Escritura ensina que os próprios corpos que os santos tiveram em suas vidas serão ressuscitados - mas em uma condição completamente diferente de glorificação (Lc.14:14; Jo.5: 28-29.; 1Co.15: 51-55; 1Ts.4: 15-16, etc.). Paulo disse: "todos nós seremos transformados." (1Co.15:51). Isso inclui os corpos dos santos mortos (“corruptíveis") e também os corpos dos santos vivos (“mortais") (1Co.15: 53-54).

Talvez, os que dizem que vamos receber “novos” corpos, queiram dizer que nossos corpos serão “renovados”, o que seria verdade. Mas não existe isso de os santos receberem um outro corpo, em que a declaração citada no início (Clichê) infelizmente implica.

Tradução: Kleber Castanhar | Revisão: Paulo Martins e Rosimeri Martins
Extraído do livro "UNSOUND DOCTRINAL STATEMENTS & CLICHÉS (Commonly Accepted as Truth) - Bruce Anstey - 43) The Glorification of Believers' Bodies- Tradução páginas 106 a 107.