terça-feira, 20 de maio de 2014

Quando estou aflito e sem esperança

Misericórdia, Senhor, pois vou desfalecendo!
Cura-me, Senhor, pois os meus ossos tremem:
Todo o meu ser estremece.
Até quando, Senhor, até quando?
Volta-te, Senhor, e livra-me;
salva-me por causa do teu amor leal.
Quem morreu não se lembra de ti.
Entre os mortos, quem te louvará?
Estou exausto de tanto gemer.
De tanto chorar inundo de noite a minha cama;
de lágrimas encharco o meu leito.

Então eu consulto a Palavra de Deus

Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança.

O Deus que concede perseverança e ânimo dê-lhes um espírito de unidade, segundo Cristo Jesus, para que com um só coração e uma só boca vocês glorifiquem ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

Leitura: Romanos 15:4-6